Arquivo de Tags discriminação

Na década de 1950, poucos economistas pensavam que fenômenos como a discriminação racial estavam sob sua competência. Isso mudou em 1957, quando Gary S. Becker, professor de economia e sociologia da Universidade de Chicago e da The University of Chicago Booth School of Business, antes de sua morte em 2014, publicou The Economics of Discrimination, um livro baseado em sua tese de doutorado de 1955. A análise de Becker estenderia o alcance da economia e remodelaria completamente as pesquisas na área e nas ciências sociais em geral, mas demorou décadas para fazê-lo. "Por vários anos, não teve impacto visível em nada", lembrou ele. "A maioria dos economistas não pensavam que…

A discriminação é custosa, especialmente em um mercado competitivo. Se os salários dos empregados do tipo X forem 25% menores do que os salários dos empregados do tipo Y, por exemplo, então um capitalista ganancioso pode aumentar seus lucros contratando mais profissionais do tipo X. Se os empregados do tipo Y ganharem US$ 15,00 dólares a hora, e os empregados do tipo X ganharem US$ 11,25 dólares a hora, então uma empresa com 100 empregados poderia ganhar US$ 750 mil a mais por ano. Na verdade, um capitalista ganancioso poderia ganhar mais do que isso estabelecendo preços um pouco abaixo das empresas discriminadoras, tomando o mercado, e afundando as empresas…

Em sua “Carta de uma prisão em Birmingham”, Martin Luther King Jr. identifica o Estado como inimigo dos direitos e dignidade dos negros. Ele foi preso por fazer um protesto sem permissão. King cita as injustiças da polícia e dos tribunais em particular. E ele inspirou um movimento para abrir a consciência pública contra a brutalidade do Estado, especialmente por envolver mangueiras de incêndio, cassetetes, e cadeias. Menos óbvio, entretanto, foi o papel de métodos mais sutis de subjugação – formas de coerção estatal profundamente incorporadas na lei e na história dos Estados Unidos. E foram oferecidos como políticas baseadas na ciência e no gerenciamento científico da sociedade. Considere o…

Close
MENUMENU