Início Comércio internacional

Comércio internacional

  • Importações são a manhã de natal. Exportações são a fatura do cartão de crédito em janeiro. – P.J. O´Rourke Finalizada em 1883, a Ponte do Brooklyn levou catorze anos para ser construída. Esta maravilha da engenharia trouxe um mundo ainda distante para ainda mais perto. O que é importante sobre a Ponte do Brooklyn em um sentido maior, histórico, é o que ela sinaliza em relação à humanidade: como seres…

  • A citação de hoje é do ensaio de janeiro de 1832 de Albert Gallatin, “Memorial of the Committee of the Free Trade Convention” (disponível na íntegra aqui), uma parte da qual é citada na página 169 do livro de Douglas Irwin de 2017, “Clashing Over Commerce” (ênfase adicionada pelo autor): Que, ao se multiplicar em qualquer país os caminhos da indústria doméstica, maior escopo é dado à sua utilização, um…

  • Eu tenho um enorme déficit comercial com o Wal-Mart. Enorme. Eu gasto centenas de dólares em mantimentos e outros itens todo mês, mas nunca – nem uma única vez – o Wal-Mart comprou algo de mim. Talvez eu devesse parar de fazer compras no Wal-Mart como forma de protesto. Ou não. Na verdade eu me beneficio muito do meu déficit comercial com o Wal-Mart. De um modo geral, meus mantimentos…

  • Há muito tempo o presidente Trump embrulha a sua retórica protecionista com a nossa bandeira, como se fosse uma necessidade para os Estados Unidos “ganharem” novamente. Contudo, a ideia de que se deve preferir os “bons” produtores americanos aos “maus” produtores estrangeiros para o bem de nosso país confunde quem são os amigos e os inimigos dos consumidores americanos quando o assunto é comércio internacional. Essa é uma questão bastante…

  • Imagine a vida em isolamento, acordando toda manhã antes do nascer do sol para produzir suas próprias roupas, construir e reparar seu abrigo precário, caçar e colher sua própria comida, criar remédios rudimentares para seus ferimentos, e zelar pela continuidade de sua existência selvagem com outras tarefas difíceis e tediosas. Esqueça o lazer e os luxos; todo o seu tempo seria gasto tentando produzir necessidades básicas para apenas subsistir. Especialização…

  • O comércio tem enriquecido a humanidade oferecendo produtos cada vez melhores e mais baratos enquanto diminui drasticamente a pobreza global. O fim da pobreza extrema está, agora, à vista. Uma pesquisa recente da Gallup divulgou que 58% dos americanos enxergam o comércio como uma oportunidade, não como uma ameaça; e esta crença tem aumentado. No entanto, raramente ouvimos sobre os incríveis benefícios das trocas. As eleições presidenciais americanas de 2016…

  • Todo economista sensato é – ou deveria ser – a favor do livre comércio. Digo “deveria ser”, já que não existem argumentos econômicos contrários ao princípio, e que os economistas (insensatos?) que se posicionam contrariamente, o fazem por outras razões que não as de ordem propriamente econômica: defesa do emprego nacional, ausência de reciprocidade por parte dos parceiros comerciais, desequilíbrios setoriais devidos a externalidades negativas em outros setores, etc.; ou…

  • Há uns tempos escrevi um artigo sobre as reformas necessárias à resolução das crises político-económicas na zona euro [1]. Apercebo-me que talvez tenha sido inocente ao imaginar que o Estado pudesse de alguma forma recuar na sua coerção sobre o indivíduo, isto é, sem quaisquer “incentivos” para isso. A probabilidade, até à luz de recentes eventos bárbaros, é que os cidadãos, na sua maioria, aceitem sucessivamente mais restrições na sua…

  • Vamos responder essa pergunta com um exemplo hipotético. Primeiro, vamos imaginar um mundo onde há apenas duas ilhas: Jaymaca, de belas praias ensolaradas, e Glas-Betanha, de clima sempre fechado e chuvoso. Os habitantes de Glas-Betanha têm muito apreço por água de coco, e podem comprar o refresco de produtores locais ou importá-lo da Jaymaca. Vamos analisar essas duas possibilidades. Para os produtores betanhos, lhes custa $1,00 por litro executar todo…

  • Você já se perguntou o que leva os países a praticarem comércio exterior? Em teoria, cada país poderia produzir tudo aquilo que consome e não comprar nada de fora; mas esse não é o caminho geralmente escolhido. Vamos entender por quê. Adam Smith demonstrou em 1776 que por conta de cada país ser mais eficiente do que outros na produção de determinados itens, haveria uma tendência – mutuamente benéfica –…