Arquivo de Assuntos Sistemas Econômicos

Uma rica mulher de Manhattan morreu semana passada enquanto cozinhava após suas roupas pegarem fogo. A trágica morte foi incomum, mas houve um tempo em que cozinhar era muito mais perigoso e consumia muito mais tempo. Ainda hoje, mais de 4 milhões de pessoas não possuem fogões modernos e por isso morrem prematuramente a cada ano por respirarem a fumaça do cozimento. Cozinhar não só era…

O papel do economista – apontar a incompatibilidade do planejamento central como um meio de atingir o nível de bem-estar que os países buscam – foi definido como uma “tarefa ingrata, (pois) a maioria das pessoas são intolerantes a qualquer crítica às suas crenças econômicas e sociais... (e) não entendem que as objeções levantadas se referem apenas aos métodos inadequados e não rejeitam os objetivos finais…

Hillel Neuer logrou êxito em conseguir que o escritório de direitos humanos da ONU apagasse um tweet que questionava se o “fundamentalismo de mercado” – ou seja, “a crença na infalibilidade das políticas econômicas de livre-mercado” – seria “uma ameaça urgente”. Suponho que isso signifique uma ameaça aos direitos humanos. Leia a história na íntegra aqui. Neuer emitiu uma magnífica declaração à imprensa: É muito revelador…

Quem pagou por aquele caminhão – um cara pobre ou um cara rico? A grande fonte de salários mais altos e alto padrão de vida é o capital. Considere: quanto vale um caminhoneiro sem um caminhão? Deixemos a pergunta (e sua resposta intuitiva a ela) amadurecer um pouco, enquanto fazemos mais perguntas semelhantes sobre outras pessoas. Quanto vale um eletricista sem a energia elétrica? Quanto vale…

Talvez seja só porque sou criterioso, mas parece que comparar as taxas de crescimento de longo prazo entre vários países cria um argumento matador para a superioridade do livre-mercado e do Estado pequeno. Quer seja Coreia do Norte contra Coreia do Sul, Cuba contra o Chile, ou Ucrânia contra Polônia, nações com governos inchados e com mais intervenção inevitavelmente afundam em comparação com alternativas orientadas para…

Uma das reclamações comuns em relação a permitir que as pessoas vivam suas vidas livres de interferências políticas é que muitas delas não são capazes o suficiente para administrar suas próprias vidas. Tais críticas são geralmente respostas ao argumento feito por muitos do outro lado, o de que a razão pela qual às pessoas deve ser permitida a liberdade é precisamente que nós somos capazes o…

Os críticos frequentemente acusam o mercado e o capitalismo de piorarem a vida dos pobres. O refrão é certamente comum nos corredores da academia esquerdista, e também em círculos intelectuais mais amplos. Mas, como tantas outras críticas ao capitalismo, essa ignora os fatos da história, tão reais e tão disponíveis. Nada fez mais para tirar a humanidade da pobreza do que a economia de mercado. Essa…

Meu filho de 19 anos, Thomas – pelo qual eu tenho todo o orgulho que um pai pode ter de seu filho – é um astrofísico promissor. Seu interesse profissional reside puramente nas ciências exatas e na matemática. Mesmo assim, seu conhecimento de economia é profundo. (Sim, eu estou contando vantagem. Mas é considerado contar vantagem quando é verdade?) Thomas entende com naturalidade a inevitabilidade dos…

Já escrevi anteriormente que muitas nações europeias estão condenadas ao caos demográfico e ao caos fiscal, mas muita gente não se importa tanto com o futuro. Bernie Sanders, por exemplo, olha para nações como Dinamarca e Suécia de hoje e diz que os Estados Unidos deveriam copiar seus caros Estados do bem-estar social. Ele tem razão? Bom, depende dos parâmetros. Se, por qualquer razão, alguém estivesse…

Uma crença que ressalto repetidas vezes é que estamos em guerra – não uma guerra física, com troca de tiros, mas uma guerra capaz de se tornar tão destrutiva e custosa quanto. A batalha pela preservação e avanço da liberdade não é uma batalha contra personalidades, mas contra ideias opostas. O autor francês Victor Hugo declarou que “pode-se resistir à invasão de exércitos, não à invasão de ideias”.…

Toda vez que há uma discussão sobre as nações nórdicas, eu me sinto confuso. Eu não gosto de impostos punitivamente altos e níveis de redistribuição social destrutivos em nações como a Dinamarca, mas eu admiro as políticas de laissez-faire que esses países têm em relação a regulamentação, comércio e direitos de propriedade. De fato, nesses últimos pontos, vale notar que as nações nórdicas são mais economicamente…

O socialismo é a Grande Mentira do século XX. Embora prometesse a prosperidade, a igualdade e a segurança, só proporcionou pobreza, penúria e tirania. A igualdade foi alcançada apenas no sentido de que todos eram iguais em sua penúria. Do mesmo modo que um esquema de pirâmide ou uma corrente de cartas inicialmente têm êxito mas acabam fracassando, o socialismo pode mostrar sinais iniciais de sucesso.…

Durante sua histórica viagem a Cuba, o presidente Obama ouviu críticas de Raul Castro sobre a hipocrisia, “dois pesos e duas medidas”, do governo norte-americano quando o assunto é direitos humanos. Obama respondeu “o presidente Castro apontou que assegurar que todas as pessoas tenham uma educação decente ou acesso à saúde, além de um sistema de previdência, também deveria se enquadrar na categoria de direitos humanos.…

eleições americanas

Tenho cometido um erro a maior parte da minha vida. Veja bem, é que sou economista, e uma das coisas que me atraiu para a Economia foi a noção de "economia ideal". Lógico, há objeções válidas para o uso do mercado. Há pessoas que enganam ou cometem fraudes, e há problemas com informação e poder de mercado e externalidades. Consumidores às vezes cometem erros. De fato,…

Esse artigo foi reduzido de sua versão original para melhor se adequar à proposta da Academia Liberalismo Econômico. Vou deixar abaixo duas citações e vou pedir a quem me possa estar a ler que imagine qual delas poderá corresponder a cada um dos autores - Marx e Hitler. - Primeira citação [1]: Nós somos socialistas e inimigos do sistema económico capitalista atual, feito para a exploração…

corredores

"Os traços de medo e ganância são o que o mercado traz à proeminência", argumenta G.A. Cohen em Why Not Socialism?1 "Cada um predominantemente vê os demais atores do mercado como possíveis fontes de enriquecimento, e como ameaças a seu sucesso." Cohen nota mais a frente que essa é "uma maneira horrível de ver outras pessoas" e que é o "resultado de séculos de civilização capitalista."…

Close