Arquivo Mensal setembro 2015

Os países nórdicos europeus são frequentemente lembrados por entusiastas de Estados prolixos como exemplos de sucesso das políticas que defendem. Nesse artigo, vamos investigar a história econômica recente do mais citado deles: a Suécia. A análise geralmente feita é simples e superficial: a Suécia é um país rico e sem pobreza, seu governo interfere na economia e distribui generosos benefícios à população, logo o Estado é um agente…

O surgimento da moeda decorre do progresso econômico, devido à divisão social do trabalho, responsável pela especialização dos indivíduos em atividades produtivas isoladas. Com isso, os indivíduos deixam de ser autossuficientes e passam a ser mais interdependentes, recorrendo ao mercado para permutar sua produção individual pelos bens e serviços necessários à satisfação de suas demandas. As trocas mercantis podem ser feitas de forma direta, pelo escambo,…

Em condições normais de mercado (ou seja, quando não há qualquer interferência do governo em seu funcionamento), um aumento na demanda por um determinado bem ou serviço desencadeia uma série de efeitos: Esse aumento na demanda faz com que o preço do produto suba, porque agora há mais consumidores disputando a mesma quantidade do produto que havia antes. Esse aumento de preços faz com que o…

Close